“A COMISSÃO DOS DIREITOS DO IDOSO, orgulhosamente, realizou nos dias 13 e 14 de junho de 2017, seu III Evento com o Tema “O UNIVERSO DA PESSOA IDOSA – DIGNIDADE, DIREITO, RESPEITO – SER VISÍVEL”.

 

Profissionais da área jurídica, médica, social, educacional, cidadãos e pessoas envolvidas e comprometidas com a Pessoa Idosa, abrilhantaram o evento com seus conhecimentos, experiências, sugestões, ressaltando o comprometimento de todos os envolvidos que lançaram a semente de voltar-se para o presente e para o nosso futuro, como pessoais idosas.

 

Entre inúmeros enfoques, destacou-se: a Criação e Implantação da Delegacia Especializada de Proteção à Pessoa Idosa-campanha lançada pela OAB/PR em 2014-; Promotoria do Idoso e Vara Especializada de Proteção e Defesa das Pessoas Idosas; Conscientização da Sociedade dos Direitos Constitucionais e legais garantidos à pessoa idosa. Instrução e educação; Respeito e reconhecimento pela família, pela sociedade e Poder Público para a existência do idoso como ser humano detentor de direitos, exemplo de hoje para as futuras gerações; Humanização e autoconsciência do ser humano-futuro idoso.

 

Destacou-se também, a Saúde Pública estadual e municipal e a prioridade absoluta do idoso, no atendimento e prestação de serviços afins; A expectativa de vida do idoso na seleção de atendimento pelos órgãos públicos(hospitais e vagas em leitos/ UBS); ALZHEIMER conceito e estigma;  Lei de Inclusão da pessoa idosa. A necessidade de implantação de um sistema adequado, compatível com a prioridade absoluta prevista ao idoso em todas as áreas de saúde(ambulatorial, hospitalar).

 

Reiterou-se, dando continuidade ao II Evento da Comissão, sobre a necessidade de orientar, instruir desde as escolas de ensino fundamental às universidades, sobretudo os profissionais da área de saúde que têm relação direta com idosos e familiares, que a pessoa idosa existe, não é um ser invisível, é um ser humano necessitado de compreensão, respeito as suas limitações e carências; mas que, constitui-se num livro confeccionado pelas páginas de sua vida e história, narrados pelas marcas do tempo que se espelham em sua face.

 

Ressaltou-se a determinação legal prevista no Estatuto do Idoso(art. 24), da Participação da imprensa falada e escrita com programas voltados a todos os níveis sócio-econômicos, com a participação de profissionais, entidades, instituições, expondo, orientando, questionando, debatendo e propondo soluções dos inúmeros problemas que enfrentam os idosos de hoje; a oportunidade e reconhecimento do trabalho do idoso frente ao mercado de trabalho.

 

De suma e real importância foi difundida a existência da I Convenção Interamericana sobre Proteção dos Direitos Humanos das Pessoas Idosas, como marco internacional de base e reforço ao que já preconiza o Estatuto do Idoso.

 

Enfim, A Comissão dos Direitos do Idoso da Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Paraná, em decorrência dos Eventos anteriores e numa constante e incansável luta de persistência, reforça a imperiosa necessidade de que sejam adotadas todas as medidas com o absoluto compromisso e comprometimento com a Lei nº 10.741/2003, transformando-a numa realidade hoje, já que o amanhã será o seu reflexo, e que ainda está por vir.

 

De suma importância seja a Parceria, a doação pessoal, profissional e o comprometimento dos Órgãos e Entidades voltados à pessoa idosa(Comissão, Conselhos, Ministério Público, Judiciário, sociedade civil, Poder Público e demais instituições), a chave para garantir o presente do ser humano Idoso e o futuro de gerações, que devem acreditar que SER IDOSO, É MAIS DO QUE UM CICLO DA VIDA, MAS A RECOMPENSA DE SER O EXEMPLO SÁBIO E DE FÉ, PARA JOVENS DE TODA A HUMANIDADE”.

 

Rosangela Maria Lucinda

Presidente da Comissão dos Direitos do Idoso OAB/PR

 

 

 

Os comentários estão desativados.

© 2021 - OAB-PR - Coordenação de Informática - Todos os Direitos Reservados